CPI investigará 973 contratos irregulares do Alckmin


Esse é o perfil do “paladino” da ética no Brasil.
 
A “privataria” total de 8 anos do Governo FHC já foi estimada em meros duzentos bilhões. Não há engano! Foi o ELIO GASPARI em seu artigo que estimou esse valor. O presente Governo não é bom, mas seguramente o passado era bem pior e o futuro será muitíssimo pior com mais “privatarias” e outras ações neoliberais.
 
Logo abaixo você verá o que é a hipocrisia tucana e os verdadeiros fatos! Essa é somente uma noção do que ocorreu no Governo Alckmin em são Paulo. O impressionante é que o Deputado José Caldini Crespo é do PFL. 
 
Deputado do PFL pede CPI para investigar 973 contratos irregulares do Governo de São Paulo
 
O deputado José Caldini Crespo (PFL), presidente da Comissão de Finanças e Orçamento da Assembléia Legislativa de São Paulo, está propondo a criação de uma CPI para investigar 973 contratos da administração Alckmin considerados irregulares pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) em decisões já transitadas em julgado. Embora tais processos ainda estivessem na Comissão de Finanças e Orçamento, o prazo regimental de 30 dias para exame estava vencido havia anos.
 
O deputado José Caldini Crespo, estima um prejuízo de R$ 2 bilhões com as irregularidades. As principais condenações apontadas pelo TCE foram: favorecimento de empreiteiras e preços abusivos. Percebendo a gravidade e principalmente a repetência das irregularidades, além dos pareceres já exarados, o deputado Crespo decidiu requerer uma Comissão Parlamentar de Inquérito para auxiliar o Ministério Público nas investigações. Para tanto, ele já está colhendo o número regimental de assinaturas necessário.
 
Crespo justificou o requerimento de formação da CPI dizendo que “desde 1996 esta Casa Legislativa vem recebendo uma enorme quantidade de processos referentes a obras e serviços contratados por órgãos da administração direta e indireta do Estado, maculados por grandes irregularidades e condenados pelo TCE”. Esclareceu o deputado Crespo que “em muitos casos, as irregularidades foram cometidas pelo mesmo órgão público, reiteradamente e durante longo período, fatos que indicam a possibilidade de ações dolosas, premeditadas e criminosas contra o erário público e favorecendo terceiros”.
 
Está tudo aqui, no site do deputado do PFL, inclusive a relação completa dos 973 contrato:
Como é possível que ele seja obrigado a retirar o site do ar, você pode encontrar a relação no site do Tribunal de Contas de São Paulo.

Wesley Porfírio

Comenta aê!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s