O Livro Que Meu Aluno Escreveu


O LIVRO QUE MEU ALUNO ESCREVEU
© Mario Persona
http://www.mariopersona.com.br/cafe/archives/00000201.htm


“As três aulas que tivemos com você foram ótimas. Eu acho que para passar informação precisa ser informal, e é assim que a gente aprende muito nas suas aulas, nos seus livros e nos sites que você indicou…”
A princípio achei que esse elogio rasgado que chegou no primeiro e-mail que recebi de um aluno do curso de MBA em Gestão de Empresas de Tecnologia da Informação em 2002 tinha a intenção de agradar para garantir nota. Engano meu. Com o tempo e a correspondência, que continuou depois do fim do curso, percebi que era sincero e que eu podia aprender com aquele aluno.

Quando é que um professor aprende com um aluno? Quando encontra alguém ávido por aprender, que instigue o professor a cumprir o seu papel:

“Você vai nos dar retorno sobre nossos trabalhos? É sempre bom ter comentários e feedback, para poder melhorar o nosso desempenho da próxima vez.”
Aquele aluno não só me estimulava a ensinar, mas também me ajudava a aprender. Como aconteceu com a lição que enviou no e-mail que justificava o atraso na entrega de um trabalho:
“Estou ciente de que meu trabalho não foi entregue e peço desculpas. Minha semana foi corrida (como a de todo mundo) e tive a oportunidade de apresentar meu outro trabalho de Knowledge Management (o mesmo que você viu) para um evento da Sociedade do Conhecimento na FEI”.
Quem sou eu para achar que meia dúzia de páginas digitadas apenas para meus olhos seriam mais importantes que uma apresentação pública? Saber definir prioridades de longo alcance é característico do profissional de sucesso, e logo vi que o cara dominava o assunto.

Afinal, não é qualquer garoto que sai da França com a cara e a coragem para estudar e trabalhar no Brasil, por enxergar aqui um potencial maior para profissionais de TI. Isso enquanto alguns jovens estão loucos para fazer o caminho inverso por enxergarem… que é mais chique viver em Paris?

As lições continuaram a chegar, às vezes dando um novo significado às coisas que inconscientemente transmiti:

“Suas aulas me ajudaram também a confirmar um fato que eu acho muito relevante: se você compartilhar, você ganha muito mais em retorno! Uma lição simples mas sempre difícil de pôr em prática.”
De alguma forma ele havia entendido que “mais bem-aventurada coisa é dar do que receber”. Pessoas egoístas não crescem e há tesouros que só aumentam quando são compartilhados.

Meu curso “Aprenda com seu aluno” continuou com meu aluno me ajudando a enxergar a percepção de quem estava do outro lado da cátedra:

“Tivemos algumas outras aulas bastante teóricas. De qualquer forma o importante não é o conteúdo — que a gente vai esquecer rápido — mas sim o jeito de criar, gerenciar e compartilhar esse conteúdo!”
Bingo! O conteúdo muda constantemente, mas a forma de gerá-lo e transmiti-lo permanece e até pode ser aperfeiçoada. Afinal, o conteúdo mutável de minhas aulas não faria qualquer sentido se não fosse colocado em prática com esforço e perseverança, lição de seue-mail seguinte:
“Trabalho duro também (parece que ninguém trabalha ‘mole’, ou ninguém fala) e já tenho algum reconhecimento por parte da empresa. Passei duas semanas em um projeto na Califórnia… Foi um sucesso… Esta vida toda é bem cansativa e é preciso ter muita energia no nosso dia a dia… Vou tentar achar um tempo para ler seu livro, mas você terá de ler o meu quando for publicado!”
Não sei se Adrién Bisson teve tempo de ler meu livro, mas certamente teve tempo de escrever o seu. Sim, este cujo resumo você acaba de ler aqui em seus e-mails e que foi lido também em sua versão completa pelas pessoas que conviveram com ele. Um livro breve como sua vida, encerrada aos 29 anos enquanto trabalhava no prédio atingido pelo avião da TAM.


Mario Persona www.mariopersona.com.br é escritor, palestrante e consultor de comunicação e marketing.

Comenta aê!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s