O sofrimento do help desk


Esta é uma história verídica do suporte de uma empresa famosa de São Paulo. Não precisaria dizer que a pessoa que trabalhava no suporte foi demitida, mas ela está movendo um processo contra a organização, que a demitiu por justa causa. Segue o diálogo que gerou a demissão, entre o ex-funcionário e um cliente da empresa:

– Help desk assistência, posso ajudar?
– Sim, bem… estou tendo problemas com o Word.
– Que tipo de problema?
 – Bem, eu estava digitando e, de repente, todas as palavras sumiram.
– Sumiram?
– Elas desapareceram.
– Hum… o que aparece na sua tela ?
– Nada.
– Nada?
– Está preta. Não aceita nada que eu digite
– Você ainda está no Word ou já saiu?
– Como posso saber?
– Você vê o prompt C: na tela?
– O que é esse prompiti?
– Esquece. Você consegue mover o cursor pela tela?
– Não há cursor algum. Eu te disse, ele não aceita nada que eu digite.
– Seu monitor tem um indicador de força?
– O que é um monitor?
– É essa tela que se parece com uma TV. Ele tem uma luzinha que diz quando está ligado?
– Não sei.
– Bom, olhe atrás do monitor, então. Veja onde está ligado o cabo de força. Você consegue fazer isso?
– Acho que sim
– Ótimo. Siga para onde vai o cabo e me diga se ele está na tomada.
– Tá sim.
– Atrás do monitor, você reparou que existem dois cabos?
– Não.
– Bom, eles estão aí. Preciso que você olhe e ache o outro cabo.
– OK. Achei.
– Siga-o e veja se está bem conectado na parte traseira do computador.
– Não alcanço!
– Hum. Você consegue ver se está?
– Não.
– Mesmo se você se ajoelhar ou se debruçar sobre ele?
– Ah, não, tá muito escuro aqui!
– Escuro?
– Sim, a luz do escritório tá desligada, e a única luz que eu tenho vem da janela, lá do outro lado.
– Bom, ligue a luz então!
– Não posso.
– Por que não?
– Porque estamos sem luz.
– Estão… sem luz?
Pausa longa…

– Ah! OK, descobrimos o problema agora. Você ainda tem as caixas e os anuais que vieram com o seu micro?
– Sim, estão no armário.
– Bom! Então, você pega tudo, desliga o seu sistema, empacota e leva de volta para a loja.
– Sério?? O problema é tão grave assim?
– Sim, temo que seja
– Bom, então tá. E o que eu digo na loja?
– Diga que você é burro demais pra ter um computador.

Anúncios

Comenta aê!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s