Converse


Por Wesley Porfírio

Converse como professor, sem arrogância, sem querer impor seu pensamento.
Converse como negociador, sem querer impor sua posição, mas seus interesses.
Converse como pai, com amor, sem querer impor respeito, ouvindo mais do que falando.
Converse como cientista, sem querer impor sua teoria, mas sempre buscando a razão.
Converse como a criança, com a voz do coração, sem medo de perder.

Como o amigo cujo único prazer é fazer o amigo sorrir.
Com o espírito do escoteiro, sempre alerta para o altruísmo.
Com a loucura do bobo que não luta para provar que é sábio.
Com a paciência do sábio que não julga para não ser julgado.
Como quem cuida do doente terminal, que não faz contagem regressiva, mas progressiva.

Converse como quem tem consciência de que um dia iremos embora e nunca mais conversaremos.
Afinal, o que ficará de nós será a lembrança de quem conversamos, sobre o que conversamos.

Comenta aê!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s