Mãe, eu sei!


“Faz com que a mulher estéril habite em casa, e seja alegre mãe de filhos. Louvai ao SENHOR.” Salmos 113:9

Mãezinha querida,

De Wesley Porfírio

Procurei na Internet uma mensagem do Dia das Mães, mas nenhuma delas conseguiu traduzir o mínimo suficiente do meu sentimento por ti. Então, resolvi escrever do meu próprio coração para você.

Eu sei que fui esperado durante toda sua vida, quando você ainda era criança e brincava de bonecas, quando ainda era solteira e via outras mulheres com seus bebes no coloco.

Eu sei que eu fui planejado por você, que me esperou durante nove longos meses, …que eu fragilizei seu corpo, até a dor final do parto, quando ao vez de você me odiar por tanta violência de minha chegada, me segurou com cuidado, me abraçou, me beijou, chorou e naquele momento você soube que me amaria para o resto de sua vida.

Eu sei que todos os dias seguintes ao meu nascimento você me pegou no colo, me amamentou, me embalou, consolou meu choro, conversou comigo, me fez coseras até eu soluçar e comemorou cada nova palavra aprendida.

Eu sei que você me levou a igreja para que aprendesse a Palavra de Deus, sobre graça salvadora e sobre o único filho de Deus que nos resgatou da morte eterna para que tenhamos vida em abundância aqui na Terra e por toda a eternidade. Sei que você abriu a Bíblia e me ensinou a amar, a obedecer e a servir ao nosso Senhor.

Eu sei que você se emocionou em todas as comemorações do dia das mães, sei que você sempre sentava ansiosa para ver o seu filho cantando e recitando um versinho decorado. Sei que emocionou toda vez que me viu conquistar alguma posição na sociedade, nos estudos e nas competições esportivas.

Eu sei que você me disciplinou toda vez que eu estava errado, me deu palmadas, me deixou de castigo e mesmo depois de dizer que a odiava por isso, você não ficou magoada, mas manteve a firmeza e a leveza de olhar nos meus olhos e dizer: “Você pode me odiar para sempre, mas eu vou continuar a te amar para sempre“.

Eu sei que você me encorajou a seguir em frente, a lutar, estudar e ser gente, porque você sabia que eu sempre podia mais do que eu mesmo acreditava ser capaz. Você nunca desistiu de mim, mesmo quando já não tinha forças para caminhar sozinho, você segurou na minha mão e me ajudou a vencer.

Eu sei que você foi enviada de Deus para a minha vida, para me ajudar a ver a beleza deste mundo, para compreender que por mais duro que a vida seja, há sempre um lugar seguro e confortável que é o seu colo. Sei que agora que sou adulto e você já não consegue me colocar em seu colo, posso colocá-la em meu colo, te abraçar e ter o mesmo lugar seguro e confortável de sempre.

O que eu realmente não sei é até que dia você estará aqui comigo nesta vida. Por isso, quero agradecer a Deus por todos estes anos vividos em sua companhia. Por isso, por mais que eu te enche de presentes, eu sei que o presente maior foi o que Deus me deu. Eu sei que Deus me deu você, uma serva de dEle que me fez não apenas seu filho, mas um filho para Deus.

Assinado,

Filho de uma mãe que serve de Deus

Comenta aê!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s