Corpus Christi: O q é pior? Comemorar sem ser do Corpo ou ser do Corpo numa comunidade tetraplégica da ação e do amor?


Vejo quatro cenários de movimentos da Igreja no Brasil. Somente um desses cenário luta pela Igreja no Brasil como instrumento de Deus para abençoar o Brasil.

Cair no Espírito: banda de rock lança clipe com imagens de cultos em que fiéis “dançam” e causa polêmica. Click e assista.

Cair no Espírito: banda de rock lança clipe com imagens de cultos em que fiéis “dançam” e causa polêmica. Click e assista.

Afinal, o que é Corpus Christi? Uma festa católica? Faz sentido comemorar? Comemorar o que? Somos de fato o Corpo de Cristo? Quem é o Corpo: os católicos ou os crentes? Ninguém? Como entender o texto “Nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros.” de Romanos 12:5?

Primeira coisa que eu quero afirmar é que:

Distorções do Evangelho por parte de pentecostais, tradicionalistas e adeptos do liberalismo, prejudicam a Igreja no Brasil.

Apesar disso tudo, de toda essa tristeza e indignação, eu venho mudando minha oração a Deus, pedindo para ser mais tolerante com os que distorcem a mensagem do Evangelho de Jesus. Jesus nos ensinou o caminho do amor e do arrependimento dos pecados. E a intolerância, em vez da misericórdia, é um dos sintomas da falta de amor. Então, que Jesus me dê mais amor no coração.

Hoje o pior inimigo da Igreja são os próprios crentes que não entendem o que é ser o Corpo de Cristo. Para ser do Corpo não é preciso ser crente. É preciso ter sido chamado, alcançado por Cristo através da Graça. Infelizmente, a graça não é para todos. Você não alcança a Graça, mas é Deus quem elege os seus para a salvação. Portanto, é Deus que escolheu os que são o Corpo de Cristo.

E vamos deixar claro: crente é título dado a religiosos e como eu não sou religioso, também não sou crente. Fui alcançado pela Graça, que me purificou de meus pecados e me transformou em filho de Deus por adoção. Assim, sou simplesmente servo de Cristo, seguidor de Cristo, parte do Corpo de Cristo, seguindo seus ensinamentos.

Então, como servo de Cristo, preciso ser mais tolerante e demonstrar amor, misericórdia para com pentecostais, tradicionais e liberais, pois não sou menos pecador que eles, não sou melhor que eles, nem sou nada para julgá-los.

Porque, sendo livre para com todos, fiz-me servo de todos para ganhar ainda mais. E fiz-me como judeu para os judeus, para ganhar os judeus; para os que estão debaixo da lei, como se estivesse debaixo da lei, para ganhar os que estão debaixo da lei. Para os que estão sem lei, como se estivesse sem lei (não estando sem lei para com Deus, mas debaixo da lei de Cristo), para ganhar os que estão sem lei. Fiz-me como fraco para os fracos, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, para por todos os meios chegar a salvar alguns.” 1 Coríntios 9:19-22

Porém, fico triste ao analisar as distorções da mensagem do Evangelho feitas pelos “crentes”, mas eu não posso me perder neste sentimento. Tenho que agir lutando pela Igreja, tenho que me fazer judeu, pentecostal, tradicional, liberal, para ganhar judeus, pentecostais, tradicionais, liberais, os que ainda estão de baixo da lei ou sem lei, os que estão fracos e fazer tudo em amor para salvar alguns. Pois sem amor, de nada adiantará a minha ação ou este post.

Cenário Pentecostal:

A Bíblia deixou de ser suficiente. O show gospel cheio de “milagres, sinais e prodígios” passou a ser o centro. Os templos viraram pátio manicomial com gente tremendo, caindo no chão, gritando, em transe, dizendo que isso é o fogo do Espírito. Mas que espírito é esse que não produz mudança na vida das pessoas depois das seções de macumba evangélica?! Que espírito é esse não produz arrependimento dos pecados?! Que avivamento é esse que não consegue influenciar e transformar a sociedade?

E para piorar, essas igrejas, com a distorção da teologia da prosperidade e seus líderes megalomaníacos que constroem impérios da fé, tentam a todo momento ganhar poder político, usando seus fiéis como curral eleitoral para eleger pastores para as esferas legislativas, até chegar ao Congresso Nacional. A conseqüência é desastrosa quando se tira um pastor do púlpito e o coloca num palanque político. Alguns pentecostais viraram sal para ser pisado pelos homens.

Cenário Tradicional:

Vejo pela Internet alguns cultos de igrejas presbiterianas, batistas, etc… e não vejo nenhuma diferença de uma cerimônia de colação de grau, cheio de formalismo liturgico. Mas o mais terrível é ver a semelhança com os pentecostais no sentido de terem se fechado totalmente dentro das quatro paredes. Fala-se muito de amor, mas vive-se pouco o amor? Que amor que é esse que negligencia a justiça social? Que amor é esse que não vai ao pecador com medo de se contaminar com o pecado? Que amor é esse que o zelo à Palavra, o zelo a forma e a decência nos ritos religiosos engessam por completo a ação de ser sal e luz? Alguns irmãos tradicionais viraram luz escondida debaixo da cama, em vez de ser luz em lugar alto em meio a escuridão.

Cenário do liberalismo religioso:

Vejam primeiro a imagem abaixo:

Pregador ou marketeiro?

O que é isso? Um novo guru executivo falando sobre liderança e marketing? Não, é uma publicação cristã dando ênfase desnecessária a uma frase descontextualizada de um pregador. Poxa, gosto do Haggai e seu instituto de liderança cristã e acho válido o uso de conceitos da administração (pois também sou administrador de empresas), mas deve haver outras centenas de citações de Haggai mais teológicas, não acham?

O erro não está no que Haggai falou, mas no foco que os editores da revista deram a uma afirmação que não traz a mensagem da Luz de Jesus. Não estou afirmando que a revista Cristianismo Hoje é do liberalismo religioso, mas toda mensagem desprovida de base bíblica precisa ser enfatizada?

Essa é uma das faces cenário do liberalismo religioso no Brasil e no mundo, daqueles que, assim como os pentecostais, a Bíblia já não é mais o suficiente como verdade revelada e, como os tradicionais já se tornaram inoperantes. O liberalismo não prega mais o arrependimento do pecado, mas contamina com o mundo. São como as sementes do evangelho que foram comidas pelas aves.

Cenário do Retorno ao Evangelho:

O que enche meu coração de esperança e o que eu trago a memória, é o mundo idealizado por Deus desde o início de tudo, pois “DO SENHOR é a terra e a sua plenitude, o mundo e aqueles que nele habitam“. Salmos 24:1. Um mundo onde Deus “nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade, para louvor e glória da sua graça, pela qual nos fez agradáveis a si no Amado” Efésios 1:5-6 Um mundo onde a Igreja é relevante, é atuante na sociedade, é serva das pessoas, pois “o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos.” Mateus 20:28

Vejo um cenário de retorno ao Evangelho quando vejo ações dos jovens que fazem artes, como os jovens abaixo do Voltemos Ao Evangelho.

Agora, se me perguntarem qual comunidade da fé eu participo e comungo, direi que faço parte e atuo com irmãos da Igreja Presbiteriana Maranatha. Lá é uma instituição que está longe de ser perfeita, mas dá suporte para mim e minha família, em nossa caminhada cristã. É lá onde participo de ações que buscam impactar pessoas e resgatá-las para Jesus. É lá onde eu aprendo a viver em comunidade, aprendo a servir, aprendo a amar ao próximo, aprendo a obedecer a Deus e a ser sal e luz.

É lá onde estou organizando irmãos da minha sociedade de homens (UPH) que, juntos com a Associação Seara, estão iniciando um maravilhoso trabalho social com adolescentes da equipe de base do Goiânia Esporte Clube. O projeto Mais Que Vencedores é tem como missão ajudar aos jovens a se desenvolverem plenamente como indivíduos em suas famílias, escolas, sociedade e mercado, assim como mostrando para eles que o único caminho é Jesus e a verdade e a vida é Jesus.

Em outras palavras, é nesta comunidade da fé que eu realizo minha missão. Mas a minha missão tem que está dentro da missão que Deus idealizou para a sua Igreja, pois “ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência.” Colossense 1:18

Pode ser na minha comunidade ou na sua, não importa onde. Numa comunidade assim, você poderá ficar lá enquanto ela for fiel as Escrituras, sem distorções e fiel a missão do Ide e Pregai, onde seus líderes fazem crescer as ações da Igreja no Brasil. Comunidades da fé assim, serão usada por Deus para sarar a nossa nação brasileira do pecado, da corrupção, da injustiça social, da avareja, degradação moral e construir não uma nação “cristã” cheia de crentes, mas uma nação melhor e que vê a relevância da Igreja na sociedade.

Comenta aê!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s