Saiba como o Rei Davi entrou numa máquina do tempo e viu Jesus sendo crucificado


olhos-jesus

O Rei Davi olhou com o olhos de Jesus e relatou a sua crucificação centenas de anos antes.

“Meu Deus! Meu Deus! Por que me abandonaste?” foi dito primeiro por Jesus e mostrado a Rei Davi centena de anos antes, para que ele colocasse no Salmo 22.

É incrível a visão que o Rei Davi teve de Jesus, seu descendente centenas de anos antes do Messias ter sido crucificado. É como se Davi tivesse entrado na máquina do tempo e viajado até o futuro e tivesse conseguido ver e ouvir tudo o que Jesus estava vendo e ouvindo, para depois descrever em Salmo 22.

A descrição de Davi sobre o Messias é tão fiel, que se você não pegar a referência bíblica de que se trata de um salmo, parecerá que você está lendo o próprio Jesus narrando o que aconteceu com Ele.

Parece que o Rei Davi vivia um momento de muita perseguição e de repente tem aquela visão olhando com os olhos humanos de Jesus em seu último dia. Ele via e não entendia que aquilo não aconteceria com ele, mas com o próprio Cordeiro de Deus. Deus tem os seus mistérios e não explicou nada para Davi. Deus deu a visão e a inspiração para Davi escrever o Salmo 22 que depois ficou sendo cantada por todo o povo de Israel.

Fico imaginando que Davi tenha acordado daquela visão angustiado, pensando ser pesado de mais tudo o que ele poderia passar. O desprezo e zombaria dos súditos à um rei, os inimigos como animais querendo matá-lo, dor interminável até nos ossos, homens maus furando mãos e pés e depois lançando sorte para ficar com suas roupas.

Nos versos seguintes do Salmo 22, o Rei Davi fala da vitória do rei que ele viu: o messias prometido. Ele mostra que um dia toda joelho se dobrará e língua professará que Jesus Cristo é o Senhor.

Por fim, o Rei Davi, nos versos 30 e 31, manda um recado final para nós (as “gerações futuras”) e a Igreja invisível (“um povo que ainda não nasceu” filhos da nova aliança), explicando que nós veremos e saberemos muito mais do que ele, antes de Cristo e do que os judeus e os romanos no tempo de Cristo, que mataram o próprio Filho de Deus.

Leia o salmo e confira na Nova Versão Internacional: http://www.bibliaonline.com.br/nvi/sl/22 e com as notas da Bíblia Shedd, do Dr. Hussell Shedd.

Salmos 22

1 Meu Deus! Meu Deus! Por que me abandonaste? Por que estás tão longe de salvar-me, tão longe dos meus gritos de angústia?
2 Meu Deus! Eu clamo de dia, mas não respondes; de noite, e não recebo alívio!
3 Tu, porém, és o Santo, és rei, és o louvor de Israel.
4 Em ti os nossos antepassados puseram a sua confiança; confiaram, e os livraste.
5 Clamaram a ti, e foram libertos; em ti confiaram, e não se decepcionaram.
6 Mas eu sou verme, e não homem, motivo de zombaria e objeto de desprezo do povo.
7 Caçoam de mim todos os que me vêem; balançando a cabeça, lançam insultos contra mim, dizendo:
8 “Recorra ao Senhor! Que o Senhor o liberte! Que ele o livre, já que lhe quer bem! “
9 Contudo, tu mesmo me tiraste do ventre; deste-me segurança junto ao seio de minha mãe.
10 Desde que nasci fui entregue a ti; desde o ventre materno és o meu Deus.
11 Não fiques distante de mim, pois a angústia está perto e não há ninguém que me socorra.
12 Muitos touros me cercam, sim, rodeiam-me os poderosos de Basã.
13 Como leão voraz rugindo escancaram a boca contra mim.
14 Como água me derramei, e todos os meus ossos estão desconjuntados. Meu coração se tornou como cera; derreteu-se no meu íntimo.
15 Meu vigor secou-se como um caco de barro, e a minha língua gruda no céu da boca; deixaste-me no pó, à beira da morte.
16 Cães me rodearam! Um bando de homens maus me cercou! Perfuraram minhas mãos e meus pés.
17 Posso contar todos os meus ossos, mas eles me encaram com desprezo.
18 Dividiram as minhas roupas entre si, e tiraram sortes pelas minhas vestes.
19 Tu, porém, Senhor, não fiques distante! Ó minha força, vem logo em meu socorro!
20 Livra-me da espada, livra a minha vida do ataque dos cães.
21 Salva-me da boca dos leões, e dos chifres dos bois selvagens. E tu me respondeste.
22 Proclamarei o teu nome a meus irmãos; na assembléia te louvarei.
23 Louvem-no, vocês que temem o Senhor! Glorifiquem-no, todos vocês, descendentes de Jacó! Tremam diante dele, todos vocês, descendentes de Israel!
24 Pois não menosprezou nem repudiou o sofrimento do aflito; não escondeu dele o rosto, mas ouviu o seu grito de socorro.
25 De ti vem o tema do meu louvor na grande assembléia; na presença dos que te temem cumprirei os meus votos.
26 Os pobres comerão até ficarem satisfeitos; aqueles que buscam o Senhor o louvarão! Que vocês tenham vida longa!
27 Todos os confins da terra se lembrarão e se voltarão para o Senhor, e todas as famílias das nações se prostrarão diante dele,
28 pois do Senhor é o reino; ele governa as nações.
29 Todos os ricos da terra se banquetearão e o adorarão; haverão de ajoelhar-se diante dele todos os que descem ao pó, cuja vida se esvai.
30 A posteridade o servirá; gerações futuras ouvirão falar do Senhor,
31 e a um povo que ainda não nasceu proclamarão seus feitos de justiça, pois ele agiu poderosamente.

Notas da Bíblia Shedd:

22.1-31 Este salmo descreve o Bom Pastor morrendo em lugar das Suas ovelhas (Jo 10.11). A primeira parte, vv 1-21, é o grito de angústia do Saslvador que se sacrificou a Si Mesmo; a segunda parte é um cântico de louvores. A expressão chave da primeira parte é “não me respondes”  (v 2); da segunda parte, é “tu me respondes”. A primeira parte antevê os sofrimentos de Cristo, e a segunda descreve as glórias que se lhe seguiram (1Pe 1.11).

22.1 Foi este o grito terrível de Cristo na cruz, quando foi feito pecado em nosso lugar, em nosso favor (Mt 27.46) – e foi justamente Ele que não conheceu pecado, e que não precisava sofrer sus efeitos (2 C0 5.21; Rm 8.3)

22.2 Não me repondes. Quando o Salvador estava pendurado na cruz, clamou para Seu Pai, e não houve resposta. Isto ocorreu porque Cristo estava tomando o lugar de cada pecador, perdido em suas culpas, aceitando assim sobre Si mesmo toda a punição divina, aplicável a todo o pecado humano e de todos os tempos (Jo 1.29)

22.6. Verme. O Senhor da glória se humilhou até a mais baixa posição a fim de nos salvar (Pf 2.5-8).

22.7 A situação de Jesus, entre seus inimigos, foi exatamente essa, até nos próprios gestos, que eram sinal de zombaria entre os hebreus.

22.8 Esa expressão não é somente zombaria contra o Cristo sofredor, é também a total negação da realidade de Deus. Os fariseus, ao redor da cruz, proferindo essas palavras, revelaram quão distantes eles estavam de Deus.

22.9-11 Pede-se que os mesmos cuidados paternais de Deus, que acompanhavam cada passo de Jesus, se concentrem nesta hora final.

22.12 Basã. O território além do Jordão; ótimo para o gado de qualidade.

22.14 Meus ossos se desconjuntaram. Foram estes efeitos físicos que Jesus sentiu ao ser pregado na cruz, que depois foi fincada no chão, deixando Jesus em posição toda incômoda e anormal.

22.16 Cães. A expressão hebraica para os adeptos do paganismo de Canaã, depois aplicada aos gentios em geral, muitos dos quais cercaram a cruz. Transpassaram-me. Mais um pormenor da crucificação de Cristo (Jo 20.24-29).

22.17 Todos os meus ossos. Jesus, magro, flagelado e nú, mostrava todos os seus ossos. Talvez o fato de os soldados não terem quebrado os ossos de Jesus seja o cumprimento dessa descrição (Jo 19.33-36)

22.18 Esta descrição prevê o que aconteceu ao redor da cruz.

22.20 Espada. A destruição. Cão. Aqui, talvez Satanás, ou maldade dos homens, que se manifestou plenamente, ao redor da cruz.

22.21 Descreve a morte e as perseguições que a precederam.

22.22-31 Despois da ressurreição, tornou-se totalmente diferente a situação.

Wesley Porfírio

Servo do Altíssimo e empresário

Comenta aê!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s