Quer ser bilionário? Seja amiguinho do Governo e consiga $BNDES


O BNDES é a “Rouanet” dos “Brasilionários”!

whatsapp-image-2017-01-19-at-12-32-05

Apenas 2 dos 31 bilionários brasileiros não foram ajudados pelo Estado.

Bilhões subsidiados com dinheiro público do BNDES.

Veja a lista completa dos bilionários (segundo a Forbes) e com quanto foram ajudados pela “Rouanet dos Bilionários”: http://www.forbes.com.br/listas/2016/03/31-maiores-bilionarios-brasileiros

Se juntássemos o patrimônio de todos os brasileiros (31) que têm mais de 1 bilhão de dólares, teríamos 140,8 bilhões de dólares. Um valor menor do que o BNDES torrou por aí nos anos Lula-Dilma (boa parte justamente com as empresas dos bilionários na lista), menor do que a dívida de uma única empresa de controle estatal chamada Petrobrás e infinitamente menor do que a arrecadação (roubo) estatal de 600 bilhões de dólares por ano do governo brasileiro.

E sabe por que NENHUM deles defende livre mercado, ao contrário dos liberais? Vejamos.

Os três herdeiros das Organizações Globo – uma concessão estatal, como todas as televisões e rádios do país – por exemplo, têm $12,9 bi no total.

Banqueiros vivendo às custas do cartel criado pelo Banco Central? Um monte. Safra ($17,2 bi), os quatro irmãos Moreira Salles (herdeiros do Unibanco, agora Itaú: $11,2 bi no total), Aloysio de Andrade ($1,9 bi, ex-Banco Real), Andre Esteves ($1,6 bi), Julio Bozano ($1,6 bi, ex-Bozano, Simonsen) e Alfredo Villela Filho (maior acionista do Itau SA, $1 bi).

Regina de Camargo, Renata de Camargo e Rossana Camargo ($5,7 bi no total) denunciam a origem da fortuna pelo sobrenome: são herdeiras da Camargo Corrêa, uma das principais envolvidas na malha de corrupção investigada pela Lava Jato. E não são as únicas: fora Andre Esteves, que chegou a ser preso, Carlos Sanchez (EMS, $1,7 bi) teve sua empresa investigada por relações com José Dirceu e Walter Faria ($2,6 bi) tem sua empresa, a Petrópolis (que fabrica a cerveja Itaipava e que contratou “palestras” do Lula) cada vez mais enrolada na Lava Jato.

Maria Helena Moraes Scripilliti e Ermirio Pereira de Moraes ($2,2 bi no total), do Grupo Votorantim, receberam por baixo 2 bilhões de reais do BNDES em empréstimos – um deles com juros de 3% AO ANO. Jorge Paulo Lemann ($27,8 bi), o homem mais rico do país, recebeu R$ 1,2 bilhão do BNDES para as operações das Lojas Americanas SA, onde divide o controle com seus outros sócios da Ambev (que recebeu $4,2 bi do BNDES), Carlos Sicupira ($11,3 bi) e Marcel Telles ($13 bi).

Abílio Diniz ($3,4 bi) recebeu um empréstimo do BNDES na BRF, onde possui participação, de R$ 812 milhões em 2012 a uma taxa de 2,5% AO ANO. Alexandre Grendene ($1,6 bi) recebeu pelo menos 4 bilhões de reais a 4% AO ANO do BNDES para seu Grupo Grendene (e, como “agradecimento”, teria comprado uma casa para Lula no Uruguai).

As Organizações Globo também receberam recursos do BNDES em 2002 para levantar a unidade de televisão a cabo. A Rede D’Or São Luiz de Jorge Moll ($3 bi), a Sucocítrico Cutrale de José Luís Cutrale ($2,5 bi), a EMS de Carlos Sanchez ($1,7 bi) e o Grupo Boticário de Miguel Krigsner ($1,6 bi) também receberam recursos do BNDES a juros camaradas pagos por milhões de brasileiros.

Para fechar a lista de bilionários brasileiros, temos Edson de Godoy Bueno ($1,9, dono da Amil, um dos setores mais regulados pelo governo) e Lirio Parisotto (1,1 bi), segundo suplente do senador Eduardo Braga (PMDB-AM), e dono de uma petroquímica (setor dominado pelo governo em parceria com a Braskem-Odebrecht).

Nada mais, nada menos que 29 dos 31 bilionários brasileiros são bilionários no mínimo com um “grande apoio” do estado brasileiro.

E quem são os dois restantes? Manuel Dias Branco ($2,1 bi), falecido no ano passado (a lista da Forbes é de março de 2016), um empresário português que começou com uma padaria em Fortaleza – CE e montou um império no setor de massas e biscoitos; e Eduardo Saverin ($6,2 bi), co-fundador do Facebook, que foi criado em Miami-EUA e fez fortuna por lá, posteriormente mudando para Singapura (2° país com maior liberdade econômica do mundo) e que passa bem longe do Brasil.

Será mesmo que o Brasil é “capitalista” e que são os liberais, aqueles que lutam contra todas as intervenções estatais na economia, que “defendem os mais ricos”?

Fontes:
http://www.forbes.com/billionaires/list/#version:static_tab:youngest_search:brazil

Anúncios

Um comentário sobre “Quer ser bilionário? Seja amiguinho do Governo e consiga $BNDES

Comenta aê!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s