Ariovaldo Ramos, o Pregador do Evangelho Segundo Marx


A TMI é uma contaminação marxista no meio evangélico.

A adulteração do Evangelho pelo pessoal da Teologia da Missão na Íntegra é facilmente desmascarada.

Captura de tela 2017-07-25 01.25.06

Travestido de bondade cristã, engana os incautos. Transformados em anjos de luz de Justiça Social, enganam até mesmo os Eleitos. Apelam para os corações cristãos ávidos em “amar ao próximo como a si mesmo”.

Infelizmente, a intenção da TMI não é trazer a mensagem pura e simples do Evangelho. A TMI é um mutante revolucionário que macula o Evangelho com o humanismo e materialismo para apedeutas evangélicos.

Fazendo uma analogia simples, imagine nessa TMI pasteuriza a condição de um Pobre Pecador que precisa ser resgatado pelo Salvador, com a de um Pecador que é Pobre, onde os seus pecados estão justificados por ser ele pobre ou preto ou qualquer outra “minoria” idolatrada pela Esquerda. Pois bem: para a TMI, esse Pecador Pobre precisa se rebelar contra o sistema opressor para se salvar, pois é isso que o seu Cristo da TMI quer: a Revolução Social com o Paraíso.

aricomunaAo analisar o perfil do principal “teólogo” da TMI, Ariovaldo Ramos no Facebook, vemos o quanto ele está alinhado com o PT e sua sede de volta ao poder.

Analisando o artigo de Ariovaldo ao Mídia Ninja, financiado pela Open Society de Geoge Soros, Ramos demostra claramente ser um pregador do Evangelho segundo Karl Marx ao afirmar:

“A fé cristã, a partir da revelação aos hebreus, e da universalidade da redenção do Cristo, Jesus de Nazaré, tratou de realinhar essa observação. Ensinou, assim, que houve uma tragédia com a espécie humana, de modo que passamos a sofrer os reveses dessa tragédia na nossa formação desde o nascimento, porém, somos uma só família, a unidade humana, daí humanidade, por isso, todos os dons e possibilidades são para o bem de todos, uma vez que o são para a construção da humanidade, da unidade humana, para que todos os membros da humanidade desfrutem de tudo que Deus é e de tudo que Deus doa, a isso a fé cristã chama de Justiça.” [1]

Como todo marxista, Ariovaldo confunde a Justiça de Deus com a Justiça utópica e hipócrita do marxismo.

O que a fé cristã chama de Justiça é a justificação dos pecados de todos os pecadores através do sacrifício vicário de Jesus Cristo. Ao sermos justificados, mesmo sabendo que merecíamos a pena de morte eterna, passamos a viver conscientes de praticarmos as boas obras liberalmente como forma de gratidão pela Graça Salvadora. A Justiça de Deus é conceder justiça remadora aos que mereciam justiça condenatória. A Justiça de Deus, ao contrário do que Ariovaldo disse, não é a “unidade humana”.

Cristo mesmo disse:

“Não penseis que vim trazer paz à terra; não vim trazer paz, mas espada. 35. Porque eu vim pôr em dissensão o homem contra seu pai, a filha contra sua mãe, e a nora contra sua sogra; 36. e assim os inimigos do homem serão os da sua própria casa.” (Mt 10:34-36)

Isso porque seguir o Evangelho de Cristo é morrer para si mesmo:

“E quem não toma a sua cruz, e não segue após mim, não é digno de mim. 39. Quem achar a sua vida perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim achá-la-á.” (Mt 10:38)

Já a Justiça segundo o Marxismo é a Luta de Classes. É o empobrecimento das relações humanas em detrimento de uma nova classe de minorias privilegiadas. É empregados contra patrões. É mulheres contra homens. É negros contra brancos. É dividir pessoas e centralizando o poder. É dividir para conquistar. É vitimizar as pessoas aprisiona-las a um espírito de coitadismo. É agir hipocritamente como justiceiro social, mas ficar só no discurso e nunca ajudar o próximo. É discriminar as pessoas como incapazes ou inferiores. É dividir igualitariamente a miséria entre todos. É esperar tudo vindo de um Estado Totalitário. É esperar justiça de uma ditadura que abomina o pensamento divergente.

Não há na Bíblia nenhuma convocação a Luta de Classes, mas a Conciliação Social:

“Vós, servos, obedecei a vossos senhores segundo a carne, com temor e tremor, na sinceridade de vosso coração, como a Cristo.” (Ef 6:5)

“E vós, senhores, de igual modo procedei para com vossos servos. Abandonai as ameaças, pois tendes conhecimento que o mesmo Senhor deles é vosso Senhor também, que está no céu e não faz diferença entre pessoas. Caminhando com a Armadura.” (Ef 5:9)

Em outras palavras, a Luta de Classes é Anti-bíblica e Ariovaldo já afirmou com todas as letra que ele crê na Luta de Classes. Veja o vídeo onde ele fala claramente sobre isso:

Quando Jesus disse “Zaqueu, desce depressa, porque hoje me convém pousar em tua casa.” (Lc 19:5), Jesus não torceu o nariz porque Zaqueu era um burguês opressor dos pobres. Ele sabia que Zaqueu era um Pecador Rico, mas totalmente depravado espiritualmente e miserável de justiça própria.

A salvação de Zaqueu não foi porque ele deixou de ser um porco capitalista quando disse “eis que eu dou aos pobres metade dos meus bens; e, se nalguma coisa tenho defraudado alguém, o restituo quadruplicado.” (Lc 19:8) Essa obra não veio de Zaqueu, mas foi obra do Espírito Santo. Depois que temos esse encontro pessoal com Cristo, o nosso coração e mente são modificados e aquilo que antes tinha valor, deixa de ter valor. E o que não tinha valor passa a ter valor.

Jesus não salvou Zaqueu porque o pequeno burguês prometeu comunizar metade dos seus bens com os pobres. Jesus salvou Zaqueu porque o amava, porque sabia que ele não podia se salvar por si mesmo. Foi esse amor de Jesus Cristo que transformou Zaqueu. E uma vez transformado, Zaqueu passou a sentir em seu coração a vontade de fazer a vontade do Pai. É por isso que ele disse o que faria: dividir com os pobres e restituir 4 vezes mais a quem ele roubou.

Jesus disse: “Hoje veio a salvação a esta casa, pois também este é filho de Abraão.” (Lc 19:9) porque Jesus queria mostrar que ele veio salvar tanto pobres como ricos. “Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido.” (Lc 19:10) Porque Jesus sabia que uma das coisas mais difíceis de se converter no ser humano “é o bolso” ou seja, Zaqueu deixou de ter o dinheiro como seu deus e passou a ter a Jesus como seu único salvador, então o dinheiro passou a ter um significado inferior ao novo relacionamento com Cristo.

Essa experiência de Zaqueu é mais do que materialista ou positivista ou revolucionária proposta por Marx ou qualquer outro teólogo marxista. É a verdadeira revolução que não começa de fora para dentro, mas de dentro para fora. É a transformação que só Cristo faz. Nenhuma experiência socialista ou capitalista ou intelectual ou amorosa ou extraterrestre será maior do que a do amor de Deus lavando o coração de um pecador.

A ex-marxista Maya Felix disse em sua entrevista ao ativista e escritor Julio Severo:

“Para quem é de esquerda, seja evangélico ou não, o homem é o centro de tudo. Para os socialistas, o homem pode, sem a ajuda de Deus, aliás, necessariamente sem Deus, construir uma sociedade justa, igualitária, perfeita” [2]

Maya foi filiada ao PC do B e ao PT, mas foi salva por Jesus Cristo. Em seu depoimento a Severo ela afirma:

“Quando a gente se dá conta do que é a esquerda como ideologia, como prática, só fica dentro por dois motivos: por completa imbecilidade ou por puro oportunismo. Não há meio termo. Para quem é cristão, as coisas ficam muito mais claras, porque os ideais e tudo o que a esquerda defende são contrários ao Cristianismo. É claro que se você me perguntar se eu sou a favor da justiça, da caridade, contra a corrupção, contra o roubo do dinheiro público, eu vou dizer que sim. Isso não é ideologia de esquerda, é princípio de qualquer pessoa correta.” [2]

Maya conta que foi filiada ao MEP (Movimento Evangélico Progressista) e que conheceu Ariovaldo Ramos, Paul Freston, Robson Cavalcanti e outros líderes evangélicos cujo o objetivo era único e exclusivo, colocar Lula e o PT no poder.

Eu oro para que o Ariovaldo Ramos tenha sua alma e sua mente liberta do Marxismo. Porém, enquanto isso não ocorrer, devemos ter muito cuidado com o que ele fala ou escreve, pois está contaminado com o anti-cristianismo do marxismo.

[1] https://www.facebook.com/ariovaldo.ramos/posts/10214324134876087

[2] http://www.canalgama.com.br/julio-severo-entrevista-a-ex-comunista-maya-feliz-marxismo-e-uma-religiao-demoniaca/

Wesley Porfírio

Anúncios

Comenta aê!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s