O Plano de Lula para Voltar ao Poder


Desobediência Civil Pacífica

Ou entendemos que é urgente a organização da DCP ou eles terminarão de cumprir os planos. Perderemos não só nossos bens e propriedades, mas nossa liberdade, simplesmente, porque não sabíamos como lutar.

Organizando a Desobediência Civil Pacífica

O que acontecerá com o Brasil se o plano de Lula der certo?

Uma breve análise histórica da atual situação brasileira, onde o povo brasileiro saberá como reagir a ameaça de continuar na ditadura do Establishment e do MCI.

Não é atoa que Platão (428 a.C. – 348 a.C.) disse que “O preço a pagar pela tua não participação na política é seres governado por quem é inferior.”

Não é de hoje que ditaduras enganam a população, se apoderam do poder e acabam oprimindo nações inteiras e sem entender o que está acontecendo ou tendo as rédeas do seu presente, sacrificando o seu próprio futuro.

A criação do Estado Moderno no Séc. XV só foi possível graças a ascensão da Burguesia, que, séculos depois se caracterizaria pela Classe Média atual. No Séc. XVI aconteceria a Reforma Protestante que politicamente enfraqueceu o poder papal de influência sobre uma boa parte dos reis e nações que experimentaram o enriquecimento de suas nações por meio do Mercantilismo. Já em 1776, com a Independência dos EUA o mundo via nascer também a República que inspirou até os ideias da Revolução Francesa, 12 anos depois, com alternativa à Monarquia.

Assim, o Estado Democrático foi uma das mais importantes conquistas da Civilização Ocidental. Ele passou a colocar fim ao poder divino de monarcas absolutistas que massacravam seu sua plebe, separando a Igreja do Estado, rejeitando a influencia do poder do clero católico romano, instituindo a constituição como o conjunto de leis que deveria ser obedecidas por todos os cidadãos de uma nação.  Com Montesquieu o Poder Estatal foi dividido em três poderes e depois surgiu o Estado Democrático de Direito, dando a atmosfera propicia a origem ao Liberalismo Econômico, as Revoluções Industriais, Evolucionismo, Marxismo. Finalmente, a humanidade evoluiria para o fim da escravidão e ao pensamento liberal, de liberdades individuais, imprensa, de opinião e aos aos maiores postulados econômicos, que buscariam equilibrar o poder do próprio Estado, com o poder do Mercado e o poder do cidadão.

Depois de um caminho tão longo da Civilização Ocidental em busca da liberdade do homem, como poderíamos ainda ter em pleno Séc. XXI, ideologias e grupos políticos que buscam justamente escravizar os povos e nações?

Em 1563, Etienne de La Boétie, em seu Discurso a Servidão Voluntária analisa o porquê dos seres humanos abrem mão voluntariamente de suas liberdades para servir as tiranias:

“É natural no homem o ser livre e o querer sê-lo; mas esta igualmente na sua natureza ficar com certos hábitos que a educação lhe dá.”

A maioria do povo brasileiro recebeu  uma educação socioconstrutivista, criada pelo comunista Paulo Freire para aprisionar sua natureza e implantar hábitos artificiais que impedem de pensar. O método Paulo Freire é o maior programa de Analfabetismo Funcional do mundo.

O povo brasileiro (que é poder constituinte) é hoje escravo dos governantes (que são o poder constituído). Isso tudo de forma “democrática”, onde os escravos escolhem e votam eu em seus senhores.  Hoje, não tivemos essa capacidade para deixar sua Servidão Voluntaria e  nos organizarmos civilmente e destituirmos toda a atual classe política e todo o Establishment (estamento burocrático) que a séculos nos aprisiona.

Gene Sharp, o pai da DCP (Desobediência Civil Pacífica), revela em sua pesquisa para o livro “Da Ditadura a Democracia”, que há sentimentos de desespero muito parecido entre os povos oprimidos por ditaduras: _“muitas vezes as pessoas oprimidas não estão dispostas e estão temporariamente incapazes de lutar, porque não têm confiança na suas capacidades para enfrentar a ditadura cruel, e nenhuma maneira conhecida para se salvarem.”_ revela ele.

Gene Sharp explica que é inútil pedirmos ajuda internacional para a ONU, por exemplo:

“Muitas pessoas que agora estão sofrendo sob uma ditadura brutal, ou que tenham ido para o exílio para escapar de seu alcance imediato, não acreditam que os oprimidos possam se libertar. Eles esperam que o seu povo só possa ser salvo pelas ações de outros. Essas pessoas colocam a sua confiança em forças externas. Elas acreditam que somente a ajuda internacional pode ser forte o suficiente para derrubar os ditadores.” (Sharp, p. 9)

Portanto, nada de terceirizar as responsabilidades por nossa liberdade. O clamor popular tem que ser por Intervenção Civil. No Brasil, não adianta clamar por Intervenção Militar. Os generais já  falaram que não serão usados, se não houver uma Paralização Civil Nacional e um clamor pela destituição dos 3 Poderes (CN, Planalto e STF).

Só a Classe Média teve condições de arrastar para as ruas em 2013 milhares de pessoas, que não aceitavam mais Dilma como presidente ao ponto de xinga-lá nos Estádios da Copa das Confederaçōes e Copa do Mundo (2014). Só a Classe Média teve condições de entender os alertas e instruções do filósofo Olavo de Carvalho e começado a resistência contra o Marxismo Cultural pelas Redes Sociais. Também foi a Classe Média que se revoltou e iniciou o clamor pela queda do PT do poder, através do impeachment. Foi a Classe Média que organizou os movimentos de rua que expulsaram pacificamente os revolucionários governistas das ruas, ao ponto da filósofa comunista surtar e revelar que odiava a Classe Média. Mas a Classe Média organizou as maiores manifestações políticas da história do Brasil, levando milhões de pessoas a pedirem o impeachment de Dilma.

Desta forma, podemos afirmar com certeza que somente a Classe Média, através de seus setores conservadores, liberais e cristãos, tem condições  organizar a resistência reacionária a Revolução Cultural e ao golpe tramado por Lula e o Establishment. Isso porque, o povão já está todo lascado, com um desemprego que afeta mais de 40 milhões de brasileiros e, com todos os motivos ele tem medo de perder o pouco que ainda lhe resta. Depois de organizada a resistência e com ela em andamento, o povão vai aderir à DCP, assim como aderiu às manifestações pró-impeachment.

Precisávamos organizar a nossa resistência civil com Ações de DESOBEDIÊNCIA CIVIL PACÍFICA como está explicado nos livros e manuais de Gene Sharp. Foi através deles que outros povos se libertaram de ditaduras, igual foi feito, recentemente na Tailândia, Egito, Ucrânia e Islândia.

Em maio de 2016, o Rei da Espanha destituiu todo o Congresso Nacional Espanhol e convocou eleições gerais (fato escondido da mídia mainstream). Contudo, nosso povo nem sabe o que é DCP, muito menos como organizar as ações. Não apenas não podemos contar com a grande mídia, como também sabemos que ela faz parte do Establishment e fará de tudo para impedir a destituição dos 3 poderes, porque isso significaria a perda de dinheiro público recebidos para manter o povo alienado e controlado.

É por isso que Gene Sharp explica que:

’Negociação’ não significa que os dois lados se sentam juntos em base de igualdade e discutem e resolvem as diferenças que produziram o conflito entre eles. Dois fatos devem ser lembrados. Primeiro, nas negociações não é a justiça relativa dos pontos de vista conflitantes e os objetivos que determinam o conteúdo de um acordo negociado. Em segundo lugar, o conteúdo de um acordo negociado é largamente determinado pela capacidade de poder de cada lado.

Se os movimentos de rua, os líderes conservadores, líderes liberais, os líderes das principais igrejas cristãs e outros líderes democráticos não evoluírem suas ações, Lula vai voltar ao poder e aí, a luta pela democracia passará da legalidade para a ilegalidade.

Se nossos líderes não se unirem e organizarem às ações de DCP para que o povo inicie à resistência civil, o Temer, Renan, Lula, FHC, a quadrilha do Establishment, sindicalistas, CUT, MST, UNE, etc, terminarão de golpear e matar o pouco que nos resta de Liberdade. O plano deles é entregar nossas riquezas para os globalistas dos EUA, Rússia e China. Já somos escravos do Establishment e da quadrilha, mas passaremos a não ter mais futuro.

Henry Thoreau já dizia que “Para cada mil homens dedicados a cortar as folhas do mal, há apenas um atacando as raízes.” Ou seja, a maioria de nós não entende a profundidade das raízes do poder do Establishment e como eles acabaram se aliando a Lula e ao MCI (Movimento Comunista Internacional) para continuarem no poder. Por isso Thoreau diz que, enquanto a maioria quer vencer de braços cruzados os déspotas acorrentam os que não lutaram por sua liberdade e, para cada outros 1000 tentam vencer cortando as folhas do mal, apenas 1 entende que é preciso atacar as raízes.

Para continuar sendo o chefe da ORCRIM da Propinocracia e o líder do MCI, Lula já fez aliança de impunidade com Temer, PT, PSDB e PMDB pelo Fim a Lava Jato, para se livrarem todos da cadeia, principalmente Lula. Assim, voltarão ao poder e lá continuarão indefinidamente. Aí, impedirão a eleição de Bolsonaro e fraudaram as urnas para dar “Lula lá” de novo. Tudo dentro de uma Legalidade das “Instituições Democráticas” que estão funcionando só para a comunidade internacional ver e aceitar o golpe.

Em 2017, já vemos que a classe Política perseguiu e neutralizou os protagonista da Lava Jato, aparelhando a PF para fazer de conta que a operação LJ continua. Temer foi absolvido e o STF está só soltando os presos para eles não precisarem fazer acordo de delação premiação. A Lava Jato não tem mais força. O filme “A Lei é Para Todos” é uma miragem para termos a ilusão de que está tudo bem. Não está. A realidade é que a lei é para poucos. O plano de Lula já deu início a muito tempo, enquanto estávamos inertes, em movimentação pífia nas ruas em 2017.

Com Lula de volta, em 2019 será impossível barrarmos perseguição total aos líderes da resistência civil. Assistiremos pela Globo News os “traidores facistas” sendo presos: Sergio Moro, Deltan Dallagnol, Gen. Mourão e a alta cúpula das FFAA, Bolsonaro, Rogério Chequer, Joice Hasselmann, Carla Zambelli, Bia Kicis, Marcello Reis, Alexandre Frota, Felipe Moura Brasil, Miguel Nagib, O Antagonista, MBL, etc, um-a-um presos num revanchismo por 1964 e o AI5 até o impeachment de Dilma em 2016.

O agro-negócio sofrerá ataques sistemáticos do MST. Os empreendedores serão super-taxados até falirem. Sem arrecadação e inflação sem controle, haverá taxação de grandes fortunas (qualquer um que tive alguns mil reais guardados serão roubados). Aí é o princípio das dores da venezuelização: a fuga de capital estrangeiro, a fuga dos ricos para o exterior, a fuga da classe média em massa para outros países, deixando tudo pra trás, pois os que ficarem passaram a serem massacradas com a violência crescente. Sim, a exemplo da Venezuela, as celas se abrirão deixando os bandidos soltos e a Classe Média presa em casa. A PM será federalizada e em vez de defender os manifestantes, começará a reprimi-los.

O cenário do Plano de Lula é esse. Como todo psicopata, não importa se isso levará a um genocídio, o que importa para ele é voltar ao poder e se livrar da cadeia.

Não quero aterrorizar ninguém. Apenas alertar que os comunistas ao longo de 100 anos sempre agiram do mesmo jeito. Já estamos vivendo sob uma ditadura do Estanlishment liderada por Temer à frente de toda a Classe Política. Exceto as FFAA e alguns grupos aqui e ali na PF, MP, MPF e JF, tudo está aparelhado pelos revolucionários e pelos membros da ORCRIM da Propinocracia. As FFAA entrarão na hora certa para garantir a tomada do poder.

Ou entendemos que é urgente a organização da DCP ou eles terminarão de cumprir os planos. Perderemos não só nossos bens e propriedades, mas nossa liberdade, simplesmente, porque não sabíamos como lutar.

Só os covardes e os preguiçosos não sabem suportar o mal nem recuperar o bem. Limitam-se a desejá-lo e a energia de sua pretensão lhes é tirada por sua própria covardia.” Etienne de La Boétie

Não somos um povo covarde, apenas fomos enganados, mas agora sabemos a verdade para paramos de só cortarmos as folhas do mal e começarmos a atacar as raízes com a DCP, então mãos-à-obra!

Acesse os links abaixo e veja como organizar a DCP:

  1. http://www.bit.ly/desobedienciacivilpacifica
  2. https://wp.me/P1poYy-2E

Finalizo dizendo que há um preço a pagar pela liberdade, para termos a democracia e para a vitória. Calcule quanto você pagará pela sua. Certamente, não tem preço viver sem liberdade e democracia.

A vitória está reservada para aqueles que estão dispostos a pagar o preço.” (Su Tzu)

A democracia não é dada de graça a povos acomodados. A democracia é uma conquista diária de povo vigilantes e só será herdada por quem a conservar como uma conquista diária.

Anúncios

Comenta aê!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s