Aprenda a Interpretar Estatutos de Partido Socialistas


Quase ninguém acessa os estatutos dos partidos para entender qual a sua ideologia

Seguindo o exemplo da Page Caneta Desesquerdizadora: https://www.facebook.com/CanetaDesesquerdizadora/ resolvemos desesquerdizar um trecho de um estatuto de um partido socialista.

1. Todos os partidos socialistas tem o mesmo objetivo: a Revolução.

Uns partidos querem querem a revolução armada (os stalinistas, leninistas, trotskista, maoistas… ). Outros partidos querem a revolução cultural (os fabianos e os gramscistas) e não são claros ao escreverem seus estatutos.

2. Exemplo:

Peguemos por exemplo o Artigo 5º o próprio Estatuto do Partidos Socialismo e Liberdade, o Psol [1], que contém linguagem que não está claro que eles existem para a promoção da Revolução Socialista no Brasil.

Art. 5º – O Partido SOCIALISMO E LIBERDADE desenvolverá ações com o objetivo de organizar e construir, junto com os trabalhadores do campo e da cidade, de todos os setores explorados, excluídos e oprimidos, bem como os estudantes, os pequenos produtores rurais e urbanos, a clareza acerca da necessidade histórica da construção de uma sociedade socialista, com ampla democracia para os trabalhadores, que assegure a liberdade de expressão política, cultural, artística, racial, sexual e religiosa, tal como está expressado no programa partidário. [1]

Fazendo a hermenêutica correta do Artigo 5º do Psol, podemos traduzir da seguinte forma:

Art. 5º – O Partido SOCIALISMO E LIBERDADE desenvolverá ações com o objetivo de organizar a Revolução Socialista e construir a Luta e Classes marxista, onde:

1- Os trabalhadores do campo não precisarão mais trabalhar, mas só esperar benefícios do Estado e lutarão contra os fazendeiros para comunizar propriedades particulares produtivas e terras da União.

2- Organizar a luta de classes dos trabalhares e da cidade contra seus patrões e contra todo o capital produtivo. Seduzir e subverter o povão analfabeto funcional para se vitimizarem e a se sentirem explorados, oprimidos e vítimas da sociedade opressora (principalmente da classe média pagadora de impostos e que ainda tem condições de sustentar suas famílias).

3- Transformar bandidos, psicopatas, sociopatas, corruptos, corruptores e agressores da sociedade em vítimas de uma sociedade opressora e que é a culpada por pela ação do crime e violência contra a própria sociedade, justificando toda a ação desses “excluídos” como ato revolucionário justificável em nome da luta contra a opressão burguesa.

4- Doutrinação e aliciamento ideológico para transformarem estudantes em ativistas políticos e massa de manobra, afetando o permanentemente o raciocínio lógico pela dialética marxista, de forma que os próprios doutrinados não conseguiram enxergar a realidade por si só.

5- A “clareza acerca da necessidade histórica da construção de uma sociedade socialista”: é na verdade a Revolução Cultural proposta por Antonio Gramsci e os teóricos da Escola de Frankfurt como Max Horkheimer, Theodor Adore, Saul Alinsky e Herbert Marcuse com a Teoria Crítica e da politização da lógica. [2]

6- A “ampla democracia para os trabalhadores”: na verdade é uma desconstrução semântica do próprio conceito da democracia, passando a ser:

6.1- Democracia: o poder do povo revolucionário;

6.2- Trabalhadores: os que se sujeitaram a Revolução;

6.3- Assegure a liberdade de expressão política: a garantia de que nenhuma outra opinião contrária a ditadura socialista seja expressada.

6.4- Cultura: Destruição das superestruturas da Cultura Ocidental:

6.4.1- A filosofia grega;

6.4.2- O direito romano; e

6.4.3- A moral e a ética judaico-cristã.

6.5- Arte: Subversão total para que toda expressão pseudo-artística seja apenas propaganda revolucionária presa a uma estrutura dialética que só dialoga com entre eles mesmos e exclui a verdadeira expressão artística.

6.6- Educação: idem do 6.5, com o agravante de que o sócio-construtivismo paulofreiriano é uma verdadeira fábrica de analfabetos funcionários que nunca aprenderão a interpretar mais do que 50% dos textos lidos, muito menos, interpretar a realidade ao seu redor.

6.7- Racial: Entenda por “racialismo” onde o negro é estimulado a fazer a luta de classe com o branco, a se ver como uma raça ao invés de aceitar que só existe uma raça (humana) e, dentro do processo de teoria crítica, os doutrinados passam a se vitimizar.

6.8- Sexual: idem do 6.7, com o agravante de que o feminismo e o gayzismo são ideologias secundárias promovedoras do socialismo e do estatismo totalitário. Para justificar a ideologia, as feminazis e gayzistas tentam subverter a própria ciência, promovendo o próprio fascismo (um estado totalitário que se agiganta por cima do indivíduo e o escraviza) por meio de organismos internacionais (ONU, UE etc), de entidades científicas e profissionais (que foram aparelhadas ideologicamente) e por meio da Academia, de universidades, com pseudo-pesquisas científicas de viés ideológico e a mídia mainstream (grandes veículos de comunicação em massa) reforçando e normalizando a Revolução Sexual.

6.9- Religiosa: A tolerância apenas às religiões que se converterem de seus pressupostos teológicos para existirem como uma mera expressão de tradição cultural de velhos e atrasados, irracionais e alienados. Os que resistirem a se expressar teologicamente na contracultura revolucionária serão perseguidos, presos ou eliminados.

Como nas últimas 4 décadas a Esquerda conseguiu a hegemonia cultural, os esquerdistas promovem a substituição das superestruturas culturais ocidentais pelo “Multiculturalismo” e a ditadura do “Politicamente Correto”.

3. Como saber mais sobre a Revolução Cultural e da Revolução Socialista em curso no Brasil?

Fizemos um outro post onde 6 documentários explicam toda a Revolução no Brasil: https://wp.me/pldIO-1jo

4. Fontes:

[1] (https://www.psol50.org.br/partido/estatuto/)

[2] https://www.mises.org.br/article.aspx?id=2401

Comenta aê!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.